AMANHECER EM LUZ & PAZ

AMANHECER EM LUZ & PAZ
Cada novo Sol, a cada despertar é uma nova vida que se inicia, ou mesmo uma renovada-ação. A cada Sol temos a certeza do maior milagre de todos: A VIDA É VOCÊ!

segunda-feira, fevereiro 22, 2016

Holisticocromocaio: EQUILÍBRIO E HARMONIA - O PERIGO DAS CRENÇAS INTER...

ENCONTRO DENTRO DE MIM - VOCÊ É O QUE ACREDITA SER


VOCÊ É O QUE ACREDITA SER



Crenças são informações internas que surgem independente de sua vontade. Seu pensamento pode andar por caminhos que você mesmo nem imagina. Temos muitos pensamentos que não são bons para nós mesmos, são prejudiciais, e por que ainda assim continuamos pensando essas coisas? Por que são pensamentos automáticos. Eles vêm do inconsciente. 

"Nossos pensamentos são frutos das nossas crenças internas que se manifestam em nossas realidades externas" - Felício Bombonato Tudo o que a gente faz na vida é baseado no que a gente acredita, ou seja, baseado em nossas crenças internas. Tudo. Funcionamos baseado em nossas crenças internas, nem sempre o raciocínio lógico participa das nossas escolhas, das nossas decisões. Toda decisão é baseada em suas crenças internas. 

Cada crença interna é baseada em nossas representações mentais pessoais. Esta é a nossa forma de ver o mundo, e é diferente para cada pessoa. Dois irmãos criados juntos têm perspectivas diferentes um do outro, pois têm aprendizados diferentes, tem experiências diferentes. 

Todo sentimento, todos os nosso valores, nossa ética e moral, é determinado pelo modo como a gente interpreta o mundo através das nossas crenças internas. Todos nós ao longo das nossas vidas vamos adquirindo crenças, algo em que acreditamos e que muitas vezes nos impedem de superar e de obter mais liberdade em nossas escolhas. Essas crenças são designadas por crenças internas limitadoras. 



As crenças são geradas pelas nossas vivências desde o momento em que nascemos. Durante a nossa infância e parte da nossa juventude nós somos basicamente “fruto” do meio em que estamos inseridos, da educação dos nossos pais, professores, da influência dos nossos amigos, familiares e até mesmo das instituições religiosas. "Tudo que nós pensamos e sentimos, consciente ou inconsciente, nós criamos na nossa realidade pessoal. Mais cedo ou mais tarde. Inevitável. Tudo que emanamos volta para nós. Tudo que semeamos, colhemos." - Prof. Hélio Couto 

As pessoas que estão crescendo são sempre capazes de mudar sua maneira de pensar à respeito das coisas. 

Pessoas que estão querendo se desenvolver precisam de espaços novos em sua mente para assimilar idéias novas. Assim, a medida que estas pessoas vão crescendo e se desenvolvendo, convicções antigas, conceitos velhos, vão sendo destruídos e deixam de funcionar para elas. Assim são os que estão a procura do Crescimento e Desenvolvimento Espiritual, desconstroem crenças impostas e refutam aquilo que não lhes serve mais. O maior perigo das crenças internas, é que elas funcionam em nosso subconsciente como verdades absolutas, incontestáveis. 

Somos capazes de matar ou morrer para defendê-las. 



Elas nos cegam para qualquer argumento seja ele racional ou emocional. Ficamos acorrentados a um emaranhado de "suposições" que nos fizeram engolir goela abaixo, sem nenhum tipo de questionamento. 

Quer entender como uma crença funciona? Você jamais sairia por ai, reverenciando e adorando uma vaca, não é mesmo? No entanto, na religião Hindu, ela é considerada sagrada. Textos antigos, como os Vedas, compilados por volta de 1500 a.C., associam a vaca à fertilidade e a divindades como Krishna, que teria sido pastor. 

Já um hinduísta, acha completamente insano alguém acreditar na transmutação da água e do pão, no sangue e corpo de Cristo. 

Para um budista, ajoelhar-se e orar voltado para Meca ao Deus Alá, em nada difere da crença dos egípcios no Deus Rá (O Deus do Sol) e todo seu ritual de adoração. 

E para os ateus, não há nenhuma diferença entre a inquisição católica e a jihad do "Estado Islâmico". inquisição católica Jihad do "Estado Islâmico" Quem estaria certo? Crenças internas são pressupostos de uma realidade na qual acreditamos e que não são verdades absolutas. 

Algumas crenças, por mais absurdas que sejam, são passadas de geração em geração. Elas estão tão arraigadas em nossas vidas, que não ousamos questioná-las. 

A sociedade ocidental desenvolveu-se sob a influência da doutrina da Igreja Cristã, cujos valores preponderam após o Sec.IV. Bilhões de pessoas, ao longo de centenas de gerações, cresceram escutando líderes e pessoas influentes divulgarem suas crenças. Os Gurus de seitas, são hábeis em manipular o conjunto de crenças das pessoas. Eles sempre estão criando novos sistemas interativos, onde as pessoas se sintam “escolhidas”, “tocadas”, e sentem o “chamado”. 

A melhor maneira de incutir crenças em um grande numero de pessoas, é através do medo. O medo é um excelente instrumento de manipulação. O medo sempre foi utilizado pelas religiões para garantir seus fiéis, o “medo do inferno, da danação eterna”, medo de pecar, medo da blasfema, da heresia. 

Também a culpa, que é outra emoção, é bem explorada pelas igrejas, para enfatizar suas crenças. Dessa forma, fica difícil identificar, quais são "suas" crenças internas, e quais são as crenças adquiridas. Para entender esse processo, temos que tomar consciência do que se passa em nosso inconsciente. 

Se não identificarmos estas crenças disfuncionais acabamos funcionando como que controlados por um controle remoto invisível. Mas, é possível tomar as rédeas da sua mente e conseqüentemente da sua jornada de vida. Como? Um dos maiores presentes que podemos ter na vida, é saber que podemos mudar as nossas crenças. 

Este conhecimento é revolucionário, extraordinário e muito libertador, saber que podemos realmente mudar as nossas crenças, principalmente aquelas que foram inúteis e permaneceram inalteráveis dentro de nós durante anos. 

O poder das crenças, é realmente avassalador. As crenças estão enraizadas na nossa mente e podem afetar a nossa forma de raciocinar, mas também podem alterar a forma como conduzimos nossa vida, o que prova o extremo poder que elas possuem. 

Todos temos muitas crenças, e aprender de onde vêm e que elas desempenham um papel importante na nossa vida é fundamental para começar a mudá-las. 

Elas são uma parte do que somos como pessoa.




É difícil modificar aquilo a que temos estado ligados grande parte da nossa vida, mas temos de começar a produzir crenças mais elevadas e parar de defender as meias-verdades que nos impedem de ver o conjunto enorme de possibilidades de tudo que somos ou podemos ser. 

A palavras chave aqui é "questionar"! Isso mesmo, questione tudo a sua volta, não acredite em nada até experimentar por conta própria. Não dê a ninguém o poder sobre suas crenças. 

Questione! Questione e procure a resposta dentro de você, ela jamais estará fora. Pare de defender as verdades que lhe foram impostas, e assuma as rédeas de suas crenças. Lembre-se: O que a mente acredita, o corpo revela. Crenças são limitações da visão e prisões da mente. Nós acreditamos demais e sentimos de menos. Apenas quando nós seguimos nossos sentimentos, ao invés de negá-los, nós conseguimos romper as amarras que os manipuladores possuem sobre tantas psiques. 

Vá com seu fluxo natural sem medo do que os outros vão pensar. A forma mais poderosa de nos libertarmos das crença e medo, é celebrar nossa própria individualidade, permitir que todos façam o mesmo, e nunca procurar impor aquilo que acreditamos aos outros.


 FONTE: http://muitoalem2013.blogspot.com.br/