AMANHECER EM LUZ & PAZ

AMANHECER EM LUZ & PAZ
Cada novo Sol, a cada despertar é uma nova vida que se inicia, ou mesmo uma renovada-ação. A cada Sol temos a certeza do maior milagre de todos: A VIDA É VOCÊ!

sexta-feira, setembro 24, 2010

POR QUE TEMOS TANTO MEDO DE AMAR - UMA REFLEXÃO POR: RODRIGO GOSTON FERNANDINO



POR QUE TEMOS TANTO MEDO DE AMAR?
 
AUTORIA: RODRIGO GOSTON FERNANDINO

http://www.youtube.com/watch?v=OeNrtUGiTt8&NR=1


É incrível como criamos inúmeras maneiras de nos defender, de nos proteger do sofrimento. Creio que passamos a maior parte de nossas vidas criando novas e mais poderosas formas de não nos expormos. Assumimos papéis, inventamos máscaras, palavras e trejeitos... Com um único objetivo: não sofrer. Ou se sentir vulnerável ao medo se estar exposto para Amar ou ser amado. Criamos resistências ao Amor, quando acreditamos e vibramos no medo do abandono, da rejeição e todas outras formas de desamor...Criamos uma resistência não saudável ao receber o carinho e afeto dos outros, considerando que isto pode nos comprometer de alguma forma.
É incrível como as pessoas desejam algo que na verdade não querem ou não estão prontos e como conseqüência o universo nos responde e acabamos atraindo situações de ' MEIO AMOR'  ou piores situações onde nem evidenciamos qualquer forma de amor.
Vamos explorar melhor este assunto e refletir, com o coração!
Por Rodrigo Goston:

Aprendemos, desde muito cedo, que o sofrimento chega quando estamos expostos, vulneráveis, abertos para o outro... E isso é verdade (quando somos desprotegidos e crianças pode ser verdade). E, assim, acreditamos que só há uma maneira de não sofrermos: fechando-nos, nos defendendo, nos protegendo do outro... E isso é mentira! Simplesmente porque não existe nenhuma maneira de não sofrermos. Ninguém é uma garantia segura para nosso Ser de uma vida sem sofrimentos e ninguém também tem o poder de nos causar qualquer sofrimento se não permitimos.
 
Proteger-nos do outro é não demonstrar o que sentimos, o quanto amamos; é não "com partilhar" , não "precisar" (no sentido de admitir que desejassem intimidade com o outro). No entanto, não nos damos conta de que enquanto nos protegemos, tornamos-nos reféns de nós mesmos, transformamos nosso próprio coração numa prisão. Iludidos com a sensação de uma segurança que definitivamente não existe, abrimos mão da possibilidade de experimentarmos sentimentos imperdíveis! O outro além de um  grande reflexo nosso pode representar algo que ainda temos dificuldade de enxergar em nós mesmo, temos partes nossas que ficam escondidas de nós mesmos até que possam ser desabrocha das por outro ser...
Proteger-nos do outro é no mínimo um ato de desamor, de medo e de total insegurança na força de nossa capacidade de se sentir acolhido e seguro. Tem pessoas que passam a vida se protegendo tanto dos sentimentos e acabam dentro de uma grande tendência a exclusão... engraçado se protegem da solidão, criando uma aura de exclusão e atitudes de solidão ao seu redor e depois acham estranho estarem sempre sozinhas e desamparadas.
 
Deste comportamento, pode nascer o que chamo de: Separatividade; e é com certeza o maior sentimento de oposição ao Amor em quaisquer níveis de comportamento. A essência desta forma de se comportar pode nos conduzir a um estágio ainda mais difícil a Destrutividade em quaisquer de suas manifestações, desde as mais brandas as mais severas. A destrutividade é uma conseqüência de sentimentos de separatividade, medos e emoções fortes como: a raiva, a culpa, a tristeza, o sofrimento, o desespero, o abandono e enfim o ódio.
 
A destrutividade é uma reação (às vezes muito inconsciente ou velada) do corpo emocional para se defender da Dor e do sofrimento. Vejamos bem que este sofrimento nem sempre é real, pode estar como uma trama ou experiência vivência da em algum momento do passado ou de uma infância perturbadora. Neste momento a pessoa se afasta do Amor. Não só do amor dos outros, mas também da fonte inesgotável do Amor Incondicional que se irradia do nosso Eu Superior ou Cristo Interno. Este Amor é construção, é vida, é saúde e muita alegria. Uma fonte de poder que pode preencher toda nossa carência, toda nossa sensação de vazio ou falta. A separatividade, o isolamento ou distanciamento com forma de 'proteção' acaba sendo uma barreira para o
 
Amor, é em verdade uma ausência de Amor... [é uma solução ilusória, furada, fraudulenta, um 'barco furado' em que o indivíduo mais afunda do que se eleva.
O indivíduo aqui neste estado, ou nesta dimensão de sentir, acredita ilusória e perdido, que pode obter algum alívio para seu medo da Dor do Amor, através de seus isolamentos, separações e falta de partilha. E assim o que encontra é mais sofrimento, mais angustia, e mais isolamento emocional. O estado de desamparo ou de solidão vai ganhando cada vez mais terreno e se sedimentando no corpo do sentir, e assim como diz a Lei da Atração: ' O Universo responde a sua vibração predominante e você atraiu exactamente o que está vibrando em sua escala emocional '. Podendo dizer em outras palavras: Você vai atrair mais desamor e desafeto, pois é aí que está colocando toda a sua carga emocional.

 
Podemos perceber que estamos nos defendendo do amor quando usamos expressões como: "eu gostaria que ele me desse mais carinho, mas não tenho que pedir isso!" ou "se ele não demonstra que me ama, por que eu deveria fazer isso?" ou 'Posso ficar muito exposto (a) quando colocar meus verdadeiros sentimentos para ela (e) será que deveria? ' E se ele (a) não me amar de verdade, se eu fiz papel de bobo (a)... e se... e se... 'ses' Uma grande dúvida vai entrando no lugar do saber interno do coração. Como se o indivíduo aqui neste ponto tivesse que ter uma garantia, ou melhor, o outro tem que ser ou me dar uma garantia para eu ter coragem de me entregar!!! Mas ninguém neste mundo tem ou é esta garantia, me perdoem os iludidos ou medrosos
O que constitui a falha aqui é a atitude de falta de fé no amor, de separatividade, de negação ou de isolamento por medo de entrega.
 
Quero fazer uma pequena consideração aqui: O isolamento como forma de retiro, meditação, vontade genuína de ficar a sós, ou como solicitude, é algo muito válido e sadio, e deve ser praticado sempre que vocês sentirem necessidade. Pois esta prática fortalece o 'Eu' e nos trás de volta a nossa individuação, ao nosso centra mento, ao reconhecimento de si mesmo, ao encontro com nossos mundos interiores, e no conduz ao auto conhecimento e ao contato inspirador com o nosso Eu Superior.
 
O Amor Incondicional que emana de nosso Eu Superior está disponível a todo o momento, e a prática da meditação ou silêncio interior pode ser um caminho a ser levado em consideração para manter esta ponte universal. E podemos também contactar nos Eu Divino através do outro, dos relacionamentos humanos... a chave para isto é a atitude amorosa e a nossa disposição para entrar em contato com nossos sentimentos e não fugir deles. Por isso é fundamental o encontro com nossos sentimentos genuínos e logo em seguida esta ligação com os outros, sem fazer de nenhum dos lados uma grande prioridade, ou seja, nada aqui é maior ou menor que nosso ser. todos temos nossa importância no grande esquema do universo. Cada vida é única e tem seu traçado implícito dentro de si mesmo nesta jornada.

 
O problema é quando norteamos nossa vida a partir do outro: "se ele não fizer isso, eu também não faço", "se ele não disser, eu também não digo", "se ele não demonstrar, eu também não demonstro"! Poxa! Que raio de contabilidade miserável é essa? O amor não funciona desse jeito e, assim, continuaremos todos morrendo de solidão, carência, angústia e depressão! É uma mania terrível de contabilizar o Amor, é uma matemática afetiva, uma lógica totalmente desproporcional ao nível dos sentimentos que não operam nesta unidade de referência.
Gente divina... você já conheceu alguém que tenha conseguido medir os sentimentos, falar o tamanho por exemplo de seu afeto, nos demonstrar o seu peso, volume ou densidade??
Onde impera demais a Mente pensante não pode haver o amor ou a percepção deste, pois este sentimento é sublime, intangível para mente comum e vibra em outra esfera. Embora possa influir em todos os aspectos de nossas vidas e mudar até nossos pensamentos, acredite!
Lembram-se quando você estava amando ou muito ligado (a) a alguém por um sentimento afetuoso como seus pensamentos e a sua disposição eram outras... como parecemos até meio ingénuos, bobos ou sem pensar demais.
Não quero dizer que a Razão deve tirar férias! Apenas que quando perdemos o Medo de Amor, os esquemas da mente pensativa demais e os medos por ela criados não tem qualquer sentido em existir... O coração é sábio e muito reflexivo! Já repararão que nos referenciamos ao Sagrado Coração de Cristo e de Maria!!!
Não me lembro de nunca referência cultural ou religiosa, mencionando a sagrada mente de Cristo ou de quaisquer outros seres divino. Temos registro da Sabedoria Divina, e esta se encontra apoiada e sustentada pelo Amor Divino e verdadeiro dentro de nós.


 
E você ainda tem Medo do Amor?
Medo de Amar?
Ou será que é de não ser Amado?
É DE MEDO DE NÃO SER ACEITO?POR QUEM?
AFINAL QUEM DEFINE QUEM VOCÊ É?

Que tal começarmos a agir por nossa própria conta e risco!
"APRENDI ISTO NA TERAPIA!”

 
Sim, amar é um risco, um enorme risco, mas que não inclui apenas o sofrimento. Neste pacote também está incluso o risco (absolutamente provável) de sermos correspondidos, amados, respeitados, queridos e tudo o mais que possa haver numa relação!
 
O Amor como estamos observando e procurando senti-lo, é uma das maiores energias do universo, ele está constantemente se recriando, se distribuindo e gerando mais amor infinitamente. O Amor é a Terra girando, e todas as galáxias em sua plena harmonia, é o Sol emitindo o seu brilho e energia todo tempo sobre nosso sistema e mantendo toda a vida. (Você já pararam para pensar na importância do Sol! Sem ele não há vida nenhuma nesta Terra e quiçá no universo conhecido por nós... Que Amor Incondicional tem o nosso querido e Avó Solar. Grato a sua força e Luz sempre nos guiando Avó Sol!) É a mãe que gera a vida do novo ser, é o passarinho confeccionando o seu ninho... é tudo onde encontramos uma grande mensagem e assinatura de construção, de vida, de jubilo e de plenitude!

 
O Amor é construção! O Amor é auto-sustentável, é restauração, é cura! O Amor é a energia mais pura e sublime do Universo. Posso afirmar com segurança: O Amor é à força de evolução do Universo, a manifestação Divina que nos encaminha a todos sem distinção, à perfeição, à vida eterna, à felicidade e ao bem estar pleno e indissolúvel. O Amor é o Caminho para Perfeição, é a vida e é a verdade!
O Amor deve ser o sentido para toda forma de existência e neste momento o caminho para nossa querida Terra e vida Terrestre se elevar da condição de sofrimento e expiação à condição de felicidade, fraternidade, humanidade, igualdade, bondade, libertação e evolução.Pense a respeito! Ou melhor, sinta o seu coração... E será que você ainda tem Medo de Amar???
Ainda vais viver em movimento de separatividade.... em isolamento com um ilha distante de todos e de tudo...Ainda vai deixar de lado esta suprimento de energia maravilhosa escapar de sua vida. Vai ficar em seu absoluto egoísmo e auto-proteção de algo que pode transformar sua vida e te trazer a glória? Bom a escolha é sempre sua... O Amor é paciente e respeitoso, e tudo acolhe em sua vasta compreensão e sabedoria.

Temos dois caminhos na vida e você pode e deve escolher aquele que deseja fazer:
 
_O caminho do Amor que passa sim pelo risco de se entregar e se expor de alguma forma ao outro e a vida e ao Universo.
 
_E o caminho do Medo que faz com a gente viva em função dos 'outros', buscando satisfações imediatas e fugazes e ainda refém o tempo todo busca a aprovação dos outros. E se tornando prisioneiro de nosso Medo de Amar!

 
Em verdade esta aprovação que buscamos, só pode ser legítima se vier de nós mesmos!
Se aprendermos, e passamos a permissão a nos Amar de Verdade!


'EU ME ACEITO E ME AMO DO JEITO QUE SOU!'

' EU ME ABRO CONSCIENTEMENTE E AMOROSAMENTE Á VIDA E SOU MUITO AMADO (A)'

' EU IRRADIO AMOR E O AMOR PREENCHE MINHA VIDA COMO UM TODO'

' EU ME AMO E O AMOR ACONTECE!
EU ME LIBERTO DA NECESSIDADE DESESPERADA DE ENCONTRAR UM AMOR E ME ABRO, PARA QUE ELE ME ENCONTRE NO MOMENTO CERTO. '


' EU ME ALEGRO COM O AMOR QUE ENCONTRO TODOS OS DIAS EM MINHA VIDA'

' EU INSPIRO O AMOR EU EXPIRO O AMOR'


' EU VIM AO MUNDO PARA APRENDER A ME AMAR MAIS E MAIS E PARA COMPARTILHAR ESSE AMOR COM OS QUE ME CERCAM E COM A HUMANIDADE '

' O AMOR É PODEROSO - O SEU E O MEU. O AMOR TRAZ PAZ A TERRA!'

' EU SOU GRATO POR TODO O AMOR QUE HÁ EM MINHA VIDA.
EU ENCONTRO AMOR EM TODA PARTE. '


' O AMOR ME TRAZ A PAZ QUE TANTO ALMEJO '
 

Ao fazer qualquer uma das afirmações acima ou pode utilizar como um Mantra saiba só terão efeito se as fizer com sentimento ou imaginando a situação seja criativo. Gosto muito de acrescentar a palavra EU 
ESCOLHO ANTES  DE CADA FRASE...
UM EXEMPLO: EU ESCOLHO O AMOR INCONDICIONAL E VERDADEIRO DO COMPANHEIRO IDEAL NA FISICALIDADE...

Mesmo que você se sinta ridículo no início, e ou as palavras parecerem estar saindo vazias não desista continue, pois a semente vai sair da terra fecunda e se enraizar dentro do seu coração.
Tenha fé e Ame-se! Ame a vida e Ame o Outro também, pois é alguém tão divino como você é!!!
 Consideração final:
 
AMAR A SI MESMO É PRIMEIRO PASSO E ISTO QUER DIZER SE RESPEITE, PARE DE OUVIR O QUE OS OUTROS ACHAM DE VOCÊ E PASSE A ESCUTAR MAIS O SEU CORAÇÃO, A SUA ALMA E SE VEJA COM OS SEUS OLHOS. ' AQUILO QUE VOCÊ PENSA, SENTE OU ACHA A RESPEITO DE SI MESMO É QUE IMPORTA!
POR QUE ENTÃO VOCÊ AINDA TEM MEDO DE AMAR???
BEIJOS NA ALMA,
RODRIGO GOSTON D' FERNAND

E FINALMENTE E ETERNAMENTE AGRADEÇO MEUS AMIGOS (AS) CLIENTES E PAIS QUE ME AMAM INCONDICIONAMENTE, ALÉM DE TODOS OS SERES DO UNIVERSO E MEUS ANJOS, PRINCIPALMENTE A MÃE DIVINA!
AVE MARIA... ETERNA!
 


NEMASTÊ
!