AMANHECER EM LUZ & PAZ

AMANHECER EM LUZ & PAZ
Cada novo Sol, a cada despertar é uma nova vida que se inicia, ou mesmo uma renovada-ação. A cada Sol temos a certeza do maior milagre de todos: A VIDA É VOCÊ!

terça-feira, janeiro 12, 2016

♥ De Coração a Coração ♥: MESTRE CONFÚCIO - SOBRE A MAESTRIA



MESTRE CONFÚCIO - SOBRE A MAESTRIA


SOBRE A MAESTRIA
Mestre Confúcio
Através de Thiago Strapasson
10.01.2016


Amados mestres!

Que retomem sua maestria nesses tempos que se aproximam.


Mas antes, qual o significado da palavra “Mestre”?
O que faz um mestre?

Eis aí uma ótima pergunta.

Um mestre é um ser humano que já transcendeu as expectativas materiais da vida.

Ele já não mais se preocupa com os aspectos de sobrevivência, do medo da perda, já não possui mais a ilusão de que toda a vida se circunscreve ao que podem ver ou sentir, muito menos ao ter. Ele reconhece a energia do fluxo que garante aos filhos tudo que necessitam e, então, passa a ser.

Um mestre é um ser amoroso, o qual se reconhece pelos gestos suaves, pela voz agradável, pelo bom humor, pela gentileza constante, alguém que se quer estar perto.

Porque o mestre não te exige nada. Ele confia, ele sabe, ele irradia o amor. Sua energia contamina aqueles à sua volta porque ele é autêntico.

Autenticidade, outra característica da maestria que sempre está ao lado do equilíbrio.

Ele possui sua convicção, mas a manifesta com respeito, sem se expor, nem aos seus irmãos, porque sempre há equilíbrio e amor em suas ponderações.

Um mestre confia.

Então, diante dos obstáculos, ele se afasta e aguarda a solução. Ele sabe que aquele incidente está ali para seu crescimento, então não faz parte de seu ser. Ele se mantém isolado em seu ser, protegido, porque confia no Pai e na providência divina. A solução virá, o que lhe permite agir no tempo apropriado, sem desapontamento anterior.

Um mestre jamais impõe sua vontade.

Seus irmãos o acompanham, se sentirem ressonância com sua energia. Ele permite. Permite que todos aqueles sejam, assim como ele é. Há respeito, porque até nas manifestações mais escuras de seus irmãos, ele vê uma oportunidade de aprendizado ou de irradiar sua luz. Isso faz um mestre.

O mestre é sábio.

Conhece a natureza humana. Sabe que, como filho da criação, movimenta energias com seus pensamentos e sentimentos. Tem conhecimento das energias, assim controla sua realidade porque conhece as leis invisíveis universais.

Mas há equilíbrio, porém, não fraqueza. Sua convicção é inabalável. Ele reconhece sua maestria, então ouve seu coração. Ele é indomável ao escutar sua verdade interior. Há convicção interior.

O mestre é feliz, porque seu coração é seu guia.

E aí não há infelicidade.

O mestre reconhece as forças que atuam ao seu redor, mas se mantém em equilíbrio, ainda que elas estejam em direções opostas e sejam muitas.

Ele se centrará no coração, que é seu guia.

Nada fácil ser um mestre?
Não, eu lhes digo.

São mestres por natureza, desde que permitam que sua alma prevaleça.
Deixam a maestria quando a mente, na tentativa de proteção, os controla.
A mente não compreende o coração, mas o mestre sabe mantê-la junto ao seu ser.

Por isso, mestres, dizemos: retomem sua maestria.

São mestres por natureza, porque a maestria está ao seu alcance. É sua natureza. Basta que ouçam o coração, que sejam gentis, amorosos, convictos, sábios, que permitam e aceitem! Que confiem! Basta que se permitam ser em essência, porque são isso tudo e muito mais.

Para isso, devem se treinar. E vocês têm a maior oportunidade já concedida por toda criação para desenvolverem-se em sua maestria: a vida física desse agora nesse planeta. É a maior oportunidade de todas e muitos gostariam de a experimentar. Sejam gratos.

Aliás, outro atributo da maestria, a gratidão.

O mestre agradece porque aceita e confia. Então ele é grato, reconhecendo-se como criador de sua realidade. Sim, porque se ele sabe que movimentou as energias da vida, entende-se responsável por sua vida. Então aceita, em gratidão, a experiência que criou.

Um mestre sabe que é apoiado, então está sempre aberto a aceitar.

Ele entende que o dar e o receber devem se equilibrar.
Então é benevolente, mas está sempre aberto à ajuda.
Isso também é confiança.

O mestre é.

Não prova, não induz e não controla. Ele se mantém ao seu centro e observa a vida. Deixa o rio correr e o observa com curiosidade, buscando novas lições, procurando se conhecer.

Um mestre se conhece, ou ao menos se enfrenta, se testa, se busca.

E, ao assim fazer, cai também, mas não se culpa porque de suas quedas retira grandes aprendizados. Essa é a grande alegria de sua vida, mestres!

Sua vida é divertida, porque ele a vê como uma experiência enriquecedora de busca, de autoconhecimento.

A vida é interessante, porque ele se busca e se diverte com isso. Aceita-se, ainda que se depare com sua escuridão. Ele a vê e ri, dizendo: esse também sou eu. Venha até aqui, meu querido.

Um mestre é e pode afirmar: Eu Sou O Que Eu Sou.

Eu vos agradeço, mestres!
Reconheço-os assim porque assim são vocês, em essência.

Eu Sou Confúcio, guardião da sabedoria divina e os amo profundamente, mestres.

Mestre Confúcio


Por favor, respeite os créditos ao compartilhar
http://stelalecocq.blogspot.com/2016/01/mestre-confucio-sobre-maestria.html
Fonte - Coração Avatar