AMANHECER EM LUZ & PAZ

AMANHECER EM LUZ & PAZ
Cada novo Sol, a cada despertar é uma nova vida que se inicia, ou mesmo uma renovada-ação. A cada Sol temos a certeza do maior milagre de todos: A VIDA É VOCÊ!

terça-feira, março 10, 2015

Ventos de Paz : Princípios de mudança de vida - Jeff Foster

Princípios de mudança de vida - Jeff Foster:





6 de março de 2015

Princípios de mudança de vida - Jeff Foster


Os 10 princípios de mudança de vida e do despertar espiritual.

1. Não existe destino; HÁ SOMENTE AGORA.

Há somente Isso; o atual cenário do filme da sua vida. A história épica de tempo e espaço, passado e futuro, pesar e antecipação, e a busca de diferentes
estados e experiências, até mesmo a busca de iluminação espiritual.
Relaxe o seu foco habitual sobre 'o que se foi', 'o que ainda não está aqui' - coisas que você não pode controlar de onde você está.

Saia da história de 'Minha vida' e permita-se ficar fascinado por aquilo que está vivo, aqui, agora. Seja curioso sobre esta dança viva de pensamentos, sensações, sentimentos e impulsos que estão acontecendo onde você está.
Lembre-se, agora é o único lugar a partir do qual respostas verdadeiras podem
eventualmente surgir.
O momento presente é a sua verdadeira casa, antes do tempo e do espaço.
É tudo o que existe; a calma no meio da tempestade.

2. Pensamento e Resistência criam sofrimento

A dor não é o problema real; o verdadeiro problema é o nosso pensamento sobre a dor, a nossa resistência ao desconforto, a nossa tentativa de fugir de tudo e chegar a um futuro imaginado.
O verdadeiro problema começa quando começamos a ruminar sobre a nossa dor, a nossa tristeza, nossos medos, nossa raiva; remoendo nossos desconfortos, retrocedendo e avançando o o filme de nossas vidas!
Nós mastigamos as tristezas de ontem e de amanhã, em vez de explorar diretamente e vivenciar experiências de hoje assim que elas chegam.
Nós adicionamos uma camada desnecessária de ruminação e resistência à vida, e isso cria sofrimento.

O convite? Saia do passado e do futuro, buscando e lutando, e conheça a vida na matéria, agora, sem julgamento, e sem a expectativa de que a "paz", "o relaxamento", "a iluminação" ou qualquer tipo de mudança acontecerá algum dia. Conheça o momento em seus próprios termos; veja tudo como um presente. Abra-se ao agradável e ao desagradável, ao prazer e a dor, sem nenhuma agenda.

3 - Pensamentos e sensações não são pessoais, e não são verdadeiros. 


Veja pensamentos e sensações como eventos neutros e impessoais na Consciência.

Assim como os sons que ouvimos, pensamentos e sensações físicas surgem e
desaparecem espontaneamente, como as ondas do oceano de Você. Eles não podem ser controlados ou excluídos.
Cultive a mesma atitude gentil para com pensamentos e sensações como as que você já tem no sentido de sons.
Conheça todos os pensamentos e sensações com uma atitude de bondade e curiosidade.
Veja-os como convidados bem-vindos em sua presença.

4. Você é o espaço para os pensamentos acontecerem, NÃO O PENSADOR DELES.


Os pensamentos não são você, e eles não são a realidade; eles são apenas
sugestões, possibilidades, boatos, propaganda, julgamentos, vozes, imagens,
rebobinadas e retornam, indo e vindo - nuvens no céu vasto que é você.

Não tente o silêncio ou pará-los, nem excluí-los ou controlá-los. Seja o espaço para eles, mesmo que eles sejam muito ativos neste momento!
Lembre-se, se você observar os pensamentos, se você estiver ciente deles,
você não está preso a eles. Eles não definem você.
Você é o recipiente em silêncio, não aquilo que é contido.
Seja o que você é - a imutável, a vastidão em que os pensamentos podem entrar e sair quando quiserem.

5.Respire para dentro da dor e desconforto; Honra a Ti mesmo.


Respire as sensações desconfortáveis; de-lhes dignidade. Honre-as ao invés de se fechar a elas.

Na inspiração, imagine ou sinta sua respiração se movendo para a área dolorosa
e, infundindo-lhe a vida e o amor. Encha esta área desconfortável em seu corpo com oxigênio, calor e dignidade.
Não tente "curar" as sensações. 

Elas querem ser atendidas, honradas, incluídas no atual cenário. Suponha que até mesmo o desconforto detém uma inteligência; que não é "contra" você. 

Saiba que a verdadeira alegria não é a ausência ou oposto de tristeza ou de dor, mas a vontade de abraçar tudo, de envolver tudo, mesmo a dor, com aceitação e amor.

6 - Aceitação não é algo que você "faz". Aceitação é o que VOCÊ É.

Aceitação não significa que um pensamento desagradável ou sentimento vai embora; ele pode permanecer por algum tempo. Não tente aceitá-lo (isso é muitas vezes a resistência disfarçada), mas reconheça que já é aceita, já aqui, já faz parte da cena.

Trate-a como se ela estivesse sempre aqui!
Isso remove a pressão do tempo (tentando fazer isso ir embora, perguntando por que ele é "ainda está aqui").
É aqui, agora. Curve-se ante a esta realidade. Seja curioso. E permita que qualquer impulso e sentimentos de frustração, tédio, decepção ou até mesmo desespero, possam chegar, e serão também incluídos. Todos eles fazem parte do atual cenário. Até mesmo uma sensação de bloqueio faz parte da cena!


7 - NÃO existe nem 'sempre' e nem 'nunca'

Na realidade, não existe 'sempre' e nem 'nunca'. Esteja atento a estas palavras; são mentiras, e pode criar um senso de urgência e impotência; eles alimentam a história de busca e falta. Não há um 'resto da minha vida ", nem " por anos ", nem" durante todo o dia ". 
Há apenas Agora, seu único lugar de poder.

Às vezes, mesmo pensando no amanhã dá muito trabalho. Seja aqui.

8. Você pode ter apenas "o lá" se for 'o AQUI'

Muitas vezes nos concentramos tanto no objetivo ou o destino que esquecemos a viagem; desconecte-se de cada etapa preciosa e o stress é criado, a sensação
de que 'não somos bons o suficiente'.
No entanto, a alegria só pode ser encontrada no aqui e agora, e nada tem a
ver com os objetivos, destinos, ou conseguir o que se quer.

Tire o foco das 10.00 etapas que estão por vir, dos 10.000 passos que você ainda não percorreu, das 10.000 coisas que estão faltando agora, e lembre-se da presente etapa, esta antiga terra onde se está agora, a sua própria presença interior.

Respire. Sinta a vida em seu corpo. Muitas vezes, não sabemos para onde estamos indo, e isso é perfeitamente aceitável. Faça amizade com qualquer incerteza, dúvida, trepidação que você sinta; aprenda a amar este lugar sagrado de respostas. Ele está vivo e criativo, e cheio de potencial.

9. Abrace seu TROPEÇO; Ele é perfeito também

Se você perceber que está perdido em uma história, que você está desconectado, que você tenha esquecido o momento, comemore.
Você acabou de acordar de um sonho.

A grande inteligência está viva em você, no poder de perceber e se conectar. Você saiu de milhões de anos de condicionamento. Não puna a si mesmo por esquecimento, mas celebre a sua capacidade de lembrar!

O momento não se importa que você o esqueceu!
Esquecer é uma cena perfeita no filme. Permita-se esquecer, por vezes! Ser humilhado pela viagem ao invés de tentar ser "perfeito".
Dúvidas, decepções e desilusões serão amigos constantes ao longo do caminho
intransitável.

Não há destino na presença, nenhuma imagem de "sucesso" para se viver. Nada pode dar errado, quando não há nenhuma imagem de 'certo'.

10. Pare de comparar; VOCÊ É A PRÓPRIA VIDA!

Você é único; sua viagem é totalmente original. Podemos todos ser expressões do mesmo oceano de consciência, mas, ao mesmo tempo, somos todos expressões únicas do oceano, totalmente originais na nossa onda-consciência!

Não se compare com ninguém!

Quando você começa a comparar, você desvaloriza a sua própria originalidade,
sua presença insubstituível, talentos e verdades, e desconecta inclusive de sua
experiência presente.

Não compare este momento com qualquer imagem de como poderia, deveria, ou poderia ter sido.

A cura é possível quando você diz SIM para onde você está agora, mesmo que isso não seja onde você sonhou que seria 'por agora'.

Confiança, confiança sempre, mesmo quando você não possa confiar. Talvez até mesmo a sua incapacidade de confiança possa ser confiável aqui, e até mesmo a sensação de que você não consegue controlar o momento, seja em si, uma celebração  do instante ..