AMANHECER EM LUZ & PAZ

AMANHECER EM LUZ & PAZ
Cada novo Sol, a cada despertar é uma nova vida que se inicia, ou mesmo uma renovada-ação. A cada Sol temos a certeza do maior milagre de todos: A VIDA É VOCÊ!

quinta-feira, janeiro 08, 2015

Causas emocionais das doenças.: SERÁ QUE É GASTRITE OU ÚLCERA?

SERÁ QUE É GASTRITE OU ÚLCERA?



SERÁ QUE É GASTRITE OU ÚLCERA?

O que a Metafísica da Saúde tem a nos dizer a respeito desses distúrbios.

Quando o estômago dói, tudo em volta perde a graça e a disposição de interagir com o meio reduz significativamente. O senso de humor rebaixa, comprometendo o apreço pelos acontecimentos.

Dentre as principais causas físicas da dor de estômago destacam-se a gastrite e a úlcera. A gastrite é uma inflamação estomacal, e os sintomas mais comuns são as sensações de queimação e pontadas agudas na região do abdômen. A úlcera é uma espécie de ferida no estômago que provoca dor principalmente após a alimentação.

Os aspectos da Metafísica da Saúde relacionados à gastrite consistem na preocupação excessiva com o que se passa ao redor. Qualquer ocorrência diferente da esperada provoca elevado mau humor e profunda irritabilidade. Trata-se de pessoas que se chateiam com facilidade diante dos obstáculos, se atritam em vez de compreender; a intolerância é um traço característico das pessoas que somatizam essa doença.

A turbulência emocional gerada pela indignação às ocorrências desagradáveis internaliza os conflitos do ambiente. A pessoa não percebe que a sua intolerância aos fatos está contaminando a mente, transformando os fatos externos em eventos interiores. Enquanto eles estiverem fora, são difíceis mas toleráveis; quando passam a compor o seu interior, ocupando a mente, tornam-se insuportáveis. Essa espécie de “ebulição” emocional é devolvida para o ambiente em forma de queixas, reclamações e até intrigas com aqueles que estão a sua volta.

Quem sofre desse mal são pessoas intensas que se chateiam com facilidade, elas não têm habilidade para lidar com os aborrecimentos de maneira imparcial e com certa moderação; faltam-lhe flexibilidade e comedimento.

A saúde metafísica consiste em poupar-se dos aborrecimentos e ser mais condescendente. Essa moderação não só beneficia aqueles que o cercam, como também evita ferir-se diante das adversidades do cotidiano.

No tocante aos aspectos metafísicos da úlcera estomacal, ocorre o excesso de cobrança para consigo mesmo. Trata-se de pessoas que buscam a excelência naquilo que fazem; não admitem falhas dos outros, tampouco de si mesmas.

O diferencial desse comportamento é que as indignações e as revoltas são internas, dificilmente essas pessoas falam ou esboçam seus sentimentos. Respeitam mais os outros que a si mesmas. Esses mecanismos provocam, segundo a metafísica da saúde, os ferimentos emocionais.

São exigentes para consigo mesmas, não admitem suas fraquezas, tampouco compartilham os seus pontos fracos. Têm dificuldade de pedir ajuda e de aceitar colaboração daqueles que as cercam. Não conseguem delegar, também não confiam na eficiência alheia; não raro subestimam a capacidade dos outros. Sentem-se sós e desamparadas para dar conta do excesso de exigências do meio.

A saúde emocional consiste em serem mais honestas para consigo mesmas, respeitarem os seus limites e não exigirem excelência no desempenho das tarefas, fazer o que for possível sem comprometerem o bom humor e interagirem harmoniosamente com todos que as cercam.

No âmbito da Cromoterapia a cor azul é indicada para quaisquer tipos de dor, inclusive a estomacal. O azul é uma energia que fortalece as paredes estomacais, favorecendo a regeneração dos tecidos; também é recomendado para os processos inflamatórios. Essa cor deve ser aplicada em forma de luz projetada sobre a região estomacal e a visualização mental sobre a região.
 
 Valcapelli